As mudanças que a Agenda BC está trazendo para o mercado financeiro no Brasil

por | mar 11, 2022 | News | 0 Comentários

Em 2021 a Agenda BC# do Banco Central caminhou a todo vapor, com muitos pontos positivos rumo a modernização, desburocratização e simplificação de processos que envolvem o mercado financeiro brasileiro.

Com o início da implementação das iniciativas da Agenda, que conta com 5 pilares:

  • Inclusão
  • Competitividade
  • Transparência
  • Educação
  • Sustentabilidade

Podemos dizer que a realidade das empresas e do cidadão comum já está mudando, e para melhor.

Vale lembrar que a Agenda BC#  substituiu a antes chamada Agenda BC+, que teve início em 2017 e contava com os pilares:  Mais Cidadania Financeira, Legislação Mais Moderna, SFN Mais Eficiente e Crédito Mais Barato.

As medidas empreendidas pelo Bacen, desde então, possibilitaram que entrassem em vigor alguns dos sistemas que já estão transformando o mercado, sendo os mais significativos o PixOpen Banking e o Registro de Recebíveis.

As Registradoras de Recebíveis, como a CRDC, regularizadas em 2015 pelo Banco Central, vieram ao encontro do pilar “Crédito mais Baratoda Agenda BC+ em 2017 e tiveram grande importância dentro do andamento das duas agendas.

É sobre esses novos modelos de negócio e de pagamentos, que vieram para ficar em 2022, que vamos falar nesse texto. 

O que é a Agenda BC#

Lançada em 2019 pelo Banco Central, a Agenda BC# instituiu diretrizes para o país, com objetivos claros de fomentar o desenvolvimento, competitividade e aprimoramento do mercado, onde o alvo é a democratização financeira.

Ela veio para complementar a Agenda BC+, na mesma linha de 2017, que tinha como objetivo fortalecer a digitalização, reduzir o custo do crédito, aprimorar questões estruturais do sistema financeiro e promover a concorrência.

O foco da série de iniciativas é o incentivo à inovação, concorrência e modernização do mercado financeiro e de pagamentos, alinhados a agenda global de digitalização.

Desde então, o mercado passou por muitos desafios e muitas mudanças desde o lançamento das Agendas, que trouxe mais eficiência, integração e benefícios para empresas e consumidores, que agora contam com mais facilidade, menos custos e menos riscos em operações digitais de pagamentos, transferências e acesso ao crédito.

O que a Agenda BC# trouxe de novo

Pix

O novo sistema de pagamento já faz parte da vida dos brasileiros, inaugurando uma nova etapa econômica, sendo o Brasil um dos países onde sua implementação foi mais rápida devido a grande aceitação pelos consumidores e sistema bancário. Com transferências que podem ocorrer durante 24 horas e com custo zero entre pessoas físicas, o Pix veio para ficar.

Em 2022 novas funcionalidades como envio de dinheiro ao exterior, compras internacionais, débito automático e transações sem internet, foram previstas pelo Banco Central.

Open Banking

 O Open Banking (SFA – Sistema Financeiro Aberto) é um conjunto de regras de compartilhamento digital de informações financeiras, regidas pelo Banco Central, que já está valendo para o país desde 2021. Ele permite que clientes de produtos e serviços financeiros possam autorizar e compartilhar suas informações entre diferentes instituições autorizadas pelo Bacen, como suas movimentações bancárias, que poderão ser visíveis em diferentes plataformas e não apenas pelos sites e aplicativos dos bancos aos quais possuem contas.

A missão desse novo sistema é promover a concorrência e trazer menos custos e mais transparência ao mercado, respaldado pela LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados).

A jornada do Registro de Duplicatas

Em 2015 o Banco Central concedeu autorização para que as novas Registradoras de Duplicatas pudessem atuar como infraestruturas do mercado financeiro, contribuindo para a jornada de desburocratização e a inclusão de acesso ao crédito no país.

A CRDC tem papel fundamental nesse processo e participa ativamente, inclusive colaborando com a formatação do arcabouço jurídico para o reconhecimento das duplicatas como ativo financeiro.

Em 2018, o Banco Central autorizou o funcionamento do sistema de registro de duplicatas mercantis, dentro d,a filosofia “Crédito Mais Barato” da anterior Agenda BC+ (e hoje Agenda BC#),  pode se dizer que o mercado de crédito vem se transformando no país.

Em 2019, a CRDC recebeu autorização do Bacen para atuar como Registradora de Duplicatas.

Duplicatas Escriturais como ativo financeiro

Sendo duplicatas escriturais um dos ativos mais negociados em operações de crédito, os arranjos para antecipação do pagamento desses recebíveis ganharam uma camada a mais de segurança.

A regulamentação do Banco Central permitirá que esses ativos passem a ser registrados em entidades jurídicas autorizadas, como a CRDC, trazendo mais segurança e transparência às movimentações de crédito com duplicatas, diminuindo o risco de fraude e riscos.

Com grandes desafios vencidos e passos largos dados em 2021, o sistema tecnológico de interoperabilidade, criado para que as registradoras pudessem compartilhar dados com segurança e agilidade, foi um grande marco na agenda financeira do país.

Novos players surgiram como fintechs, factorings e bancos, aumentando a oferta de crédito, principalmente à pequenas e médias empresas, que tiveram a chance de negociar seus recebíveis de uma forma mais ágil e mais econômica, promovendo o crescimento do empreendedorismo no país.

2022: mercado de crédito mais democrático

Na prática, a Agenda BC está mudando o jeito que pessoas físicas e jurídicas estão lidando com o dinheiro e investimentos nas suas rotinas, e em 2022  a Agenda BC# segue para concretizar novos projetos, com mais inovações a serem implementadas para simplificar cada vez mais a vida dos brasileiros, democratizando o acesso às finanças e garantindo um sistema financeiro cada vez mais digitalizado.

Para o mercado de crédito, podemos esperar um forte crescimento, principalmente no que diz respeito às operações com duplicatas, agora com mais segurança e novos atores injetando recursos na economia.

Para mais informações sobre Registro de Duplicatas Mercantis nas suas operações de crédito, entre em contato com a Central de Relacionamento CRDC.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.